Clipping

Os carros com menor consumo de combustível de 2015

São Paulo - O Inmetro divulgou o ranking dos carros com menor e maior consumo de combustível de 2015. A 7ª edição do levantamento inclui 49 novos modelos, totalizando 587 veículos de 36 montadoras.

O Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) classifica os carros em seis grupos, de A a E, após analisar a eficiência energética do modelo. Assim como ocorre com outros produtos, como geladeiras e televisões, recebem a etiqueta com faixas coloridas A os produtos mais eficientes e a etiqueta E aqueles com maior consumo. 

Gasolina sobe 2,45% em novembro, diz balanço do IPTC

Investimentos e Notícias
 

Nicole Ongaratto

Segundo balanço do IPTC (Índice de Preços Ticket Car), o custo médio da gasolina em novembro subiu 2,45% em relação a outubro, encerrando o mês a R$ 3,77/L. As maiores altas no preço do combustível foram registradas na Bahia (5,14%), Distrito Federal (5,02%) e Piauí (4,52%).

Autorizada adição maior de biocombustível ao diesel

Uma resolução do CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) autoriza a adição, facultativa, de mais que os 7% obrigatórios de biodiesel ao diesel fóssil. O objetivo é promover a ampliação do uso voluntário do combustível renovável em bases econômicas, sociais e ambientais.

Preços dos combustíveis mantém trajetória de alta

Em novembro, os preços dos combustíveis mantiveram a trajetória de alta que vem ocorrendo, especialmente, desde o final de setembro, quando a Petrobrás anunciou o reajuste da gasolina e do diesel nas refinarias, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo).

O etanol foi o que mais encareceu. O preço médio do litro no país subiu R$ 0,21 entre outubro e novembro, passando de R$ 2,36 para R$ 2,57. Já a gasolina foi comercializada, aos consumidores, a uma média de R$ 3,57, R$ 0,09 mais que no mês anterior.

Você sabia que todo posto de combustível é obrigado a ter frentistas no Brasil?

Quem viaja para os Estados Unidos ou Europa e aluga um carro geralmente não sabe muito o que fazer ao parar para reabastecer pela primeira vez. Sem a figura dos frentistas, o próprio motorista manuseia a bomba e realiza o pagamento pelo cartão. Algo completamente diferente do Brasil, onde a profissão de frentista é protegida por lei.

Diesel "limpo" já chega a 30% do mercado brasileiro

A qualidade do ar, principalmente nas grandes cidades brasileiras, está melhor, comemora o Ministério do Meio Ambiente (MMA). Citando dados da Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis (ANP), o ministério destaca que o consumo do diesel S-10, o diesel "limpo", já alcançou 30% do mercado nacional. 

Com teor mais baixo de enxofre, o S-10 é considerado menos poluente, conforme exigência do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).  Segundo a ANP, o consumo desse combustível supera até mesmo a capacidade da frota com motores produzidos especificamente para ele.

Gasolina adulterada traz prejuízos ao motor e aumento do consumo; entenda

Aquele desconto ao abastecer em um posto sem procedência pode custar caro. Desconfie sempre do combustível barato, ele pode estar adulterado. Gasolina ou etanol batizados trazem danos para o motor que vão de desgaste de peças em poucos meses a falhas imediatas de funcionamento.

A adição de qualquer produto que modifique as características originais do combustível é considerada adulteração. Seja qual for a artimanha, o rendimento do carro vai cair e o consumo vai aumentar. A mudança de composição interfere diretamente na mistura de ar e combustível que chega à câmara de combustão.

Aprenda a fazer o cálculo que mostra quando vale a pena trocar a gasolina pelo etanol

O etanol pegou carona no aumento da gasolina e está encurralando os motoristas que pensavam em fazer do álcool uma alternativa ao preço salgado dos demais combustíveis. Dos 77 postos visitados pelo Diário Gaúcho e a Zero Hora na última terça-feira, 47 comercializavam o produto mas, em nenhum deles o valor do litro do álcool compensava a compra em relação ao litro da gasolina comum. 

10 curiosidades sobre carros

1. O primeiro homem a dar uma volta em uma engenhoca movida a vapor foi o oficial de artilharia francês Nicolas Cugnot. Em 1769, o seu veículo de três rodas alcançou a velocidade de 4 km/h em uma rua de Paris, para - no auge de seu sucesso - colidir com uma árvore, produzindo o primeiro acidente de automóvel. Um ano depois, ele apresentou um novo modelo para o transporte de canhões. Ao dobrar uma esquina, Cugnot causou outro acidente. Desse modo, ele ainda seria o primeiro homem condenado por condução perigosa que acabou na prisão.

Dirigir em ponto morto economiza gasolina?

Em tempos de preço do combustível nas alturas, economizar na hora de encher o tanque é uma necessidade.

Carros econômicos são a preferência da maioria dos consumidores. E se o carro já vier assim de fábrica, melhor ainda. Existem alguns mitos e lendas que circulam por aí que dizem que dirigir o carro em ponto morto economiza a gasolina. Será que é verdade?

Essa discussão é grande e tem gerado opiniões bastante contrárias – e até mesmo contraditórias. Para ­­­­­responder a esta pergunta é preciso entender um pouco da história.

Páginas

BC decide nova taxa Selic na reunião que termina na próxima quarta-feira; maioria das apostas era de redução de 0,25 ponto porcentual.

A ...

Menor valor registrado nas bombas espalhados pelo País foi de R$ 1,79 o litro, em SP, e o máximo foi de...

Resolução autoriza uso facultativo de mistura com mais de 7% de biodiesel. Revenda para consumidores finais ainda é proibida...

Em novembro, etanol foi o que mais encareceu

 

Em novembro, os preços dos combustíveis mantiveram a trajetória de...

São Paulo - O Inmetro divulgou o ranking dos carros com menor e maior consumo de combustível de 2015. A 7ª edição do levantamento inclui 49 novos...

Investimentos e Notícias
 

Nicole Ongaratto

Segundo balanço do IPTC (Índice de Preços Ticket Car), o custo médio da gasolina...

Páginas

Subscribe to Clipping